Produtos gringos que poderiam chegar aos pet shops brasileiros

 

Em agosto, eu estive em Nova York e, como não poderia deixar de ser, fui a pet shops americanos para conferir quais são as ofertas de produtos para cachorros por lá. Fiquei feliz ao observar que já estamos bem avançados no quesito variedade. Boa parte dos itens oferecidos por lá já são encontráveis no Brasil, especialmente nas grandes redes aqui de São Paulo, como Cobasi e Petz. Mas, claro que como eles são lançadores de tendência há algumas coisas que ainda não encontramos por aqui e pude conferir que, principalmente, na área de alimentação ainda temos que avançar em diversidade.

Bem, lá eu fui à Petco e à Petsmart, duas grandes varejistas do setor pet norte-americano. O que, sem dúvida, mais chamou minha atenção foram as geladeiras de comida fresca. Por lá, os pais e mães de cachorro que não querem oferecer refeições industrializada têm vida muito mais fácil do que aqui no Brasil. Um exemplo são os produtos da marca Freshpet: refeições de carne bovina com espinafre e cranberries, de frango com couve e batata doce, de cordeiro com vegetais, de salmão com cranberries, espinafre e mirtilo e por aí vai.

Além da popularização das refeições naturais, nos EUA também há mais variedade de comida industrializada. Há patês de carne e frango, claro, mas também à base de carne de salmão, de porco, de coelho e até de búfalo :-O. Em termos nutricionais é possível encontrar rações sem glúten, sem grãos e orgânicas.

Petisco para remédio – Se em termos de refeições já há variedade, imagine o número de petiscos diferentes. Só na Petco contei mais de 100 combinações de sabores diferentes. Muita coisa, né? Além dos petiscos embalados, as lojas também vendem biscoitinhos a granel. É bonitinho, parece uma loja de doces canina. Comprei só alguns porque devem ser muito calóricos, mas, obviamente, que a galera amou e queria mais *rs*.

Um petisco que me arrependi de não ter comprado ao menos para testar foi um que você usa para esconder remédio. Ainda sem conhecer o produto, havia comentado com o meu marido que para nós super facilitaria para dar remédio a DJ, que está em tratamento contra um câncer e toma muitos medicamentos, mas acabei esquecendo. Fuén! Vocês acreditam que há esse tipo de petisco para cápsula e comprimidos? Os caras sabem mesmo enxergar as necessidades dos clientes.

 

Outra seção a qual me dediquei foi a dos brinquedos. Fui com a indicação da amiga Mariana Moreira, mãe da Pucca e da Winky, para comprar um brinquedo chamado Squeenez. Segundo ela, trata-se de uma pelúcia praticamente indestrutível que as schnauzers dela amam (veja vídeo acima). Ainda não testei com a minha cãobada, quando rolar conto para vocês. Eu também comprei uma outra pelúcia gigante que eles A-M-A-R-A-M e já destruíram *rs*.

Uma coisa que observei nas lojas foi a variedade de brinquedos da marca Kong. A gente já falou sobre esse produto aqui, trata-se de um brinquedo que todo cachorro deveria ter, diverte e estimula vários sentidos caninos. Notei que há também uma bastante opção de quebra-cabeças caninos, brinquedos que prometem desafiar bastante a inteligência dos dogs.

Foi isso. Infelizmente, tive pouco tempo e não pude me aprofundar mais. De qualquer forma foi muito válido conhecer uma indústria mais desenvolvida voltada para proprietários que estão em um nível mais avançado no cuidado com os pets.

Deixe seu comentário!