Falando de pastores alemães 

O lindo pastor alemão. (Crédito: Anthony Beux Tessari/Wikimedia Commons)
O lindo pastor alemão. (Crédito: Anthony Beux Tessari/Wikimedia Commons)

Há 15 dias o Fantástico, da TV Globo, fez uma reportagem mostrando um “violento ataque de cães furiosos e descontrolados a um pedestre”, com o intuito de demonstrar qual era a forma correta de se proteger em caso de ataques de cães. Nesta reportagem, os cães pastores alemães foram retratados como animais perigosos, selvagens, praticamente máquinas letais prontas para o ataque.

Aqueles que , como eu, são amantes da raça e entendem o básico a respeito de comportamento animal, podem dizer absolutamente o contrário: cães pastores alemães, apesar de cães fortes e potentes, têm o potencial de ser o oposto do que foi mostrado: cães com alto grau de concentração, bastante focados, aptos a trabalhar lado a lado com o ser humano e interagir com ele de forma muito amistosa e afetuosa. 

Aliás, as características descritas acima podem representar muito bem qualquer raça, inclusive nossos ilustres vira-latas, levando em consideração a forma com que os cães são criados e educados. Qualquer cão tem potencial para ser uma “arma letal” e também para ser “o melhor amigo do homem”. Uma mistura de temperamento do indivíduo, genética e principalmente sociabilização e educação é que vão ajudar a determinar se o cão será um risco ou um amigo dentro de casa.

Eu e Ava, que já foi pro céu dos cachorrinhos
Eu e Ava, que já foi pro céu dos cachorrinhos

A reportagem polêmica esqueceu de mencionar que o pastor alemão, apesar de sua “má fama” – talvez endossada pela imagem de cão policial, somente capacitado para o ataque – foi criado para ser um versátil cão de trabalho. Quando desenvolvida por Max von Stephanitz, no século XIX, foram cruzados vários tipos de cães pastores, para que surgissem no pastor alemão o maior número de qualidades possível: robustez, força, agilidade, faro, entre outras. Não é incomum vermos pastores alemães trabalhando como cães de faro, tanto no resgate de pessoas como na busca a entorpecentes, cães de pastoreio, cães de companhia, e, por que não, cães de guarda. 

 

As cores do pastor alemão
As cores do pastor alemão

O temperamento desejável do pastor alemão aponta um cão equilibrado, firme e atento, mas como já disse anteriormente, não é somente temperamento que definirá como o cão se comportará. Dizer que o cão dessa raça deve ser de uma ou outra forma é negar que dentro da raça existem indivíduos diferentes, com suas características próprias. Se dentre os exemplares, um ou outro cão demonstra comportamentos indesejados, como agressividade, reatividade ou medo em excesso, certamente a sociabilização e o treinamento precoce não foram feitos da forma adequada. Isso com certeza não define a raça. 

Então, para todos aqueles que se assustaram com a imagem retratada na reportagem, e passaram a atravessar a rua ao verem um cão pastor se aproximando, não se preocupem: este cão, tão belo e altivo, tem muito mais a oferecer do que força e um ataque potente – o pastor alemão, bem criado e bem educado, pode ser um ótimo defensor, trabalhador, e principalmente, um maravilhoso e afetuoso companheiro.

*** Por Juliana Nishihashi, Adestradora e Consultora Comportamental da Cão Cidadão

10 comentários

  1. Matéria bastante esclarecedora.Já que a reportagem deixou algumas pessoas bem assustadas.Gostaria de saber mais sobre a raça Chowchow.Eu tenho um e ele é o Amor da minha vida.

  2. Não vi a reportagem mas aparentemente não foi esclarecedora pois apenas apresentou uma das formas de atuação negativa de uma raça especifica deixando à desejar no quesito utilidade,amizade, etc, por anos vemos esta mesma raça, pastor alemão, ajudar os homens em diversas ocasiões portanto é semelhante a outra e qualquer raça canina, tem seus prós e contras curiosamente como nós homens e mulheres, dependendo também como nós da educação e socialização adequada para alcançar um patamar aceitavel.

  3. Olá! Estou com uma dúvida, tenho um pastor alemão capa preta e estou querendo pegar uma fêmea só que na cor branca (toda branca) e quando tiverem idade irei colocá-los para cruzar, os filhotes nasceriam vira-latas?

  4. Tive vários pastor alemão amo está raça nem um deles se caracterizou com a matéria do Fantástico gole tenho outro que adotei depois de adulto é companheiro amigo leal

  5. Realmente essa não é a índole do Pastor, a não ser que seja treinado para esse fim: ataque! Mas mesmo assim nunca deixará de ser dócil, amável, e um amigo fiel a seu dono e os de casa.

  6. Aqui temos um pastor todo branco está com 1ano e sete meses ele e adorável e brincalhão e adira passear nas ruas apesar do meu terreno ser razoavelmente grande eu levo pra seu passeio pelo menos duas vezes ao dia, ele as vezes causa medo nas pessoas porque ele e realmente enorme e forte as vezes ele ameaça de atacar as pessoas e as vezes não faz absolutamente nada no começo ele queria acho que fazer amizade com os cães das ruas porém só vez com algum ou outro pois a maiorias é que quer ataca-lo, mas na maioria das vezes ele só mostra os dentes quando os cães o ameaçam mas nunca atacou oitos cães w pessoas ?

Deixe seu comentário!