Peitoral Easy Walk evita puxões durante os passeios

Toddy usando sua Easy Walk
Toddy usando sua Easy Walk

 

Os leitores e as leitoras do MFC já sabem que sou fã de uma coleira chamada Gentle Leader, trata-se de um acessório meio feinho, mas que ajuda muito nos passeios com cachorros pesados e que puxam. Apesar de estar bem feliz com essa coleira, sempre fiquei incomodada com os olhares atravessados das pessoas quando passeio com o Toddy nos eventos sociais que participamos. A Gentle não machuca de jeito nenhum, mas por se assemelhar a um cabresto, causa uma impressão ruim por não ser muito conhecida ainda por aqui.

Resolvi, então comprar o peitoral Easy Walk. Ele é muito parecido com os peitorais comuns que vemos nos petshops, mas com uma diferença fundamental, a guia não é presa nas costas do cachorro, mas sim numa argola situada na parte da frente, localizada na altura do peito. Esse layout diferente muda totalmente o efeito da distribuição do peso. Os peitorais normais funcionam como arreios de tração, distribuindo o peso e proporcionando ao cachorro muito mais força e disposição para puxar. Já com o Easy é diferente, quando o peludo tenta puxar, fazendo força para frente, a guia naturalmente faz o bichinho virar para você interrompendo a marcha.

Eu comprei o meu peitoral no site Bitcão e paguei R$ 102,80 (não é baratinho, mas vale a pena). A compra como sempre foi muito tranquila. A entrega foi dentro do prazo e o produto chegou bem embalado. Super recomendo essa loja (isso não é um post pago, só uma recomendação).

Os primeiros testes foram feitos durante os passeios na vizinhança. Ainda bem porque eu e o papito do Toddy apanhamos bastante para entender como ajustar bem o acessório. Ele tem apenas três partes – peito, costas e barriga – mas como tem uma lógica diferente de outros peitorais, inclusive com vários engates, os ajustes dele não são óbvios. Mas a dica aqui é deixar bem justo em todas as partes, dessa maneira o engate da frente, onde você encaixará a guia, não ficará largo.

Outra indicação é sempre vestir o peitoral sempre passando o primeiro a parte das patinhas. Essa parte, a que passa pelas patinhas, é a que tem cor diferente, preto no peitoral vermelho, cinza no peitoral preto. Deem uma olhadinha no vídeo pra entender melhor depois prendam o encaixe de cima e ajustem a coleira no peito do cachorro. Pronto, agora é só encaixar a guia e passear.

Minhas impressões – O Easy Walk cumpre muito bem a função que promete, ou seja, facilitar o passeio com cães que puxam. Ele não chega a ser tão eficiente quanto a Gentle. Por exemplo, meu pai, que é velhinho, teria dificuldades de passear com o Toddy mesmo com o Easy, mas para adultos funciona muito bem.

Além disso, o design do produto é muito bacana. Se bem ajustado, o peitoral é bastante seguro e fica bem bonito no cachorro. Ou seja, recomendado!

8 comentários

  1. Vc está pondo a guia de forma errada. Nao se coloca pelas patas, e sim pelo pescoço e fecha passando a parte de cor diferente por baixo do cão, parte central. É muito simples por esse tipo de guia, aliás é uma das vantagens desse modelo. Pesquise no YouTube para ver como se coloca, existe vários vídeos.

  2. Nossa! O Toddy é muito fofo!
    Tomara que os pais dele já tenham aprendido pôr o peitoral corretamente. Vou comprar um amanhã no site da bitcão, escolhi o que tem neoprene para garantir que o meu Luke não sinta incômodo, a diferença é de 16 reais. Ele não se adaptou à gentle leader, fica com o focinto marcado demais mesmo bastante frouxa nessa área e tenta tirar desde outubro.
    Beijo a todos que cuidam de seus animais!😚

  3. Vi o comentário sobre marcar com a gentle. O cão não está acostumado, no início marca, mas com o tempo ele acostuma e não puxa mais. Hoje passeio com uma hotweiller sem problemas e com a coleira folgada. Tanto ela quanto eu não nos cansamos de fazer força no passeio.

  4. Já tem algum tempo que uso o Easy Walk, no início realmente a diferença foi absurda, meu cachorro ficou até meio sem entender que não tinha nada fazendo força contrária à ele, mas com o tempo ele foi aprendendo que dava pra puxar sim, ela é muito efetiva, e continua sendo, nos trancos, porque aí não tem jeito, ele vai, naturalmente, se virar para você, mas acaba não sendo muito efetiva se ele quiser andar bem rápido, vai acabar puxando, mas ainda sim é muito melhor do que o peitoral tradicional.

    Um grande problema, que vem ocorrendo, é ferir na parte de trás das pernas, porque o pelo é curto, praticamente não tem pelos nessa parte, e na parte lateral dele que tem pelos, os pelos deram uma ressecada com o atrito do peitoral 😔

Deixe seu comentário!