Hospedagem em pousada pet friendly

 

João, o hostess da pousada Pura Vida
João, o hostess da pousada Pura Vida

Nas nossas últimas férias, em agosto desse ano, eu e meu marido levamos dois dos nossos filhos, o Toddy e a DJ, para uma pousada pet friendly em Maresias, São Paulo.

A experiência foi ótima, uma verdadeira viagem em família. A pousada, que se chama Pura Vida, oferece uma hospedagem digna para quem tem filhos de quatro patas. Os cães ficam nos quartos com os donos e podem circular nas áreas comuns, desde que presos na coleira. Eles cobram uma taxa única de R$ 25 por animal.

Logo na entrada, você já se encanta com o hostess do local, o João. Um simpático golden retriever, bastante tranquilo. Na pousada, também mora um gatinho. Fotos de hóspedes de quatro patas no mural e um pote com biscoitos caninos na recepção mostram que os donos, realmente, querem receber bem os nossos filhos cães.

Chegamos a ver algumas outras opções de pousadas que se dizem pet friendly. Em algumas delas, os cachorros ficam em canis, outras dizem que só aceitam animais pequenos. Vocês acreditam? Para mim, esses não são locais, que por essência, são receptivos com os cães. Eu nunca deixaria meus filhos num canil. E nessas que só aceitam cães pequenos também não poderia me hospedar com eles, que têm tamanhos médio e grande.

Nossos dias por lá – Nós nos hospedamos na suíte Flat Acqua. Gostei do espaço. O quarto tem uma cozinha conjugada com uma pequena sala, além de um quintalzinho com um ofurô. Pura diversão. Meu marido chegou a entrar com eles no ofurô. O Toddy ficou com um pouco de medo, para nossa surpresa, mas a DJ pareceu ter gostado.

Banho de ofurô. O Toddy ficou com medo *rs*
Banho de ofurô. O Toddy ficou com medo *rs*

Para que a gente pudesse curtir a praia sozinhos, logo após o café da manhã, saíamos com os dois para um passeio grande. Eles voltavam devidamente exercitados e cansadinhos e só então íamos para a praia.

Passeio matinal na praia
Passeio matinal na praia

A ideia era que eles não latissem enquanto estavam sozinhos, e conseguimos ficar, 4h, 5h fora sem problemas. Por nossa conta, chegamos a deixar o número dos nossos celulares na recepção para o caso de latidos incômodos, mas nem tivemos problemas. À noite, fazíamos o mesmo esquema, saíamos com os dois para passear antes do jantar. Perfeito, após o passeio, eles dormiam como anjinhos.

Enfim, foi uma ótima experiência. Recomendo.