Meus filhos cães

Montagem_VALEOlá, pais e mães de filhos cães. Neste primeiro post, vou apresentar a vocês meus quatro grandes amores. São eles: a DJ, o Toddy, o Ozzy e o Theo.

Os dois primeiros vivem na minha casa. São dois vira-latas, com aproximadamente dois e três anos, respectivamente. E os dois últimos moram na casa dos meus pais e têm, por ordem, 12 e dois anos. O Ozzy é um cocker e o Theo, um vira-lata, ou SRD, como alguns hoje gostam de chamar.

O Ozzy é o primogênito. Dos quatro, foi o único que peguei filhote. Uma gostosura de lindo. Hoje é o nosso vovô.

A segunda a chegar à família Pinheiro foi a DJ. Resgatei-a das ruas em 4 de março de 2011. Havia sido atropelada nas proximidades da casa dos meus pais e estava bem machucada. Cuidei e dei muito carinho e hoje minha menina está ótima. Sempre pronta a aprender um novo comando.

No Natal de 2011 veio o Toddy, o nosso galã. Convenceu pela persistência que deveria ser o terceiro filho. “Perseguiu” meu marido e a DJ pelas ruas do nosso bairro e quando eles entraram no prédio ficou “esperando” do lado de fora do portão. Dava para resistir?

Nosso caçulinha é o Theo, que eu e meu marido resgatamos em 6 abril deste ano. Perambulava errante pela rua da minha casa. Não sabia direito como atravessar e, certamente, seria atropelado se alguém não o adotasse. Hoje é o companheiro do Ozzy e vive feliz numa casa com um grande quintal.

Resumidamente, essa é a história da família Pinheiro. Cada um com sua personalidade me proporciona muita alegria. E motivada pela convivência com eles que resolvi criar o Meu Filho Cão, um espaço para trocar ideias e experiências com outras lindas famílias caninas.