Saiu! Veja quem ganhou o calendário Celebridade Vira-Lata

[br]

Eu e o Theo sorteamos neste domingo (5) o calendário Celebridade Vira-Lata 2017. E a feliz ganhadora ééé… a Karolyne Panetone Ferreira. Parabéns! Lhe enviarei um e-mail ainda hoje pedindo o endereço de postagem.

Lembrando que caso a Karolyne não responda até o dia 7, terça-feira às 12h, realizaremos um novo sorteio.

Theo, meu ajudante no sorteio.
Theo, meu ajudante no sorteio.

Como comprar – As vendas do calendário já financiaram a castração de 9 mil animais entre cães e gatos. Para comprar o produto e ajudar a causa, que é a única solução possível para resolver o problema dos animais abandonados basta entrar no site Celebridade Vira-Lata.

Lá você encontra lojas on-line e físicas que vendem o produto. O calendário de mesa custa R$ 25 e o de parede R$ 35.

Sorteio do calendário Celebridade Vira-Lata 2017; participe

Calendário de 2017 (Crédito: Divulgação)
Calendário de 2017 (Crédito: Divulgação)

Pelo quarto ano seguido, o MFC tem orgulho de sortear um exemplar do calendário Celebridade Vira-Lata. Essa foi a maneira que encontrei de divulgar esse projeto tão bacana que já beneficiou 9 mil animais, entre cães e gatos, em seus mutirões de castração.

Para participar é simples, basta preencher seu nome completo e e-mail no formulário abaixo até 5 de fevereiro às 12h. O sorteio ocorrerá no mesmo dia às 13h. Divulgaremos o resultado aqui mesmo no blog e nas redes sociais.

Ainda no dia 5, entrarei em contato com a (o) ganhadora (o) para pegar o endereço de postagem. Caso não receba resposta até o dia 7 às 13h realizarei um novo sorteio. Ok?

Como comprar – Se você quiser comprar o calendário e ajudar a causa, basta entrar no site do Celebridade Vira-Lata, lá você encontra lojas on-line que vendem o produto. O exemplar de mesa custa R$ 25 e o de parede R$ 35.

Em algumas cidades, também é possível adquirir o produto em lojas físicas. Veja a lista.

Vídeo mostra maus-tratos a cão na filmagem de “Quatro vidas de um cachorro”

Um dos cães de “Quatro Vidas de um Cachorro” sofreu maus-tratos durante as filmagens da produção, é o que mostra um vídeo divulgado pelo site TMZ nesta quarta-feira.

(O vídeo segue abaixo. As imagens são fortes).

 

As imagens aterrorizantes revelam um treinador empurrando um pastor alemão – um dos cinco cães usados no filme – para dentro de uma piscina. O animal nitidamente não quer entrar no tanque com água em movimento e tenta desesperadamente evitar a queda.

Fontes ligadas à produção declararam ao site que oito motores foram usados para movimentar a água e simular um rio com correnteza. O cachorro chegou a entrar na piscina – ou foi forçado – mas rapidamente ficou submerso.

Não está claro se a cena contemplava o afogamento do cachorro, mas dá pra ouvir alguém imediatamente gritando: “Corta!” Outras pessoas nadam rapidamente em direção ao animal.

Em declaração ao TMZ, a Amblin Partners e a Universal Pictures, responsáveis pela produção, disseram que “promover um ambiente seguro e o tratamento ético aos animais foi de extrema importância aos envolvidos neste filme e vamos apurar as circunstâncias deste vídeo”.

Boicote ao filme

A ONG internacional Peta (People for the Ethical Treatment of Animals) está liderando um boicote a “Quatro Vidas de um Cachorro”. O Meu Filho Cão adere ao movimento, pois nenhum entretenimento humano vale o sofrimento de um animal. Quem nos segue no Facebook sabe que chegamos a divulgar o lançamento do filme no próximo dia 27, mas diante desse fato repugnante voltamos atrás, não assistiremos à produção e clamamos que mais gente faça o mesmo.

Seu cachorro também sente ciúmes de você?

 

Aqui em casa é nítido, o Theo morre de ciúmes da mommy (eu, no caso 🙂 e o Toddy, do papito. Eles nunca chegaram a atacar, até porque esse é um comportamento que deve ser tratado, mas o Theo já deu umas rosnadinhas pro papito quando ele tentou tirá-lo da cama quando estávamos deitados.

A explicação para essa atitude, no entanto, não é nada mirabolante, os cães podem se tornar ciumentos com tudo que consideram deles, especialmente, os humanos. Mas por que isso acontece? O livro “100 perguntas que seu cão faria ao veterinário, se pudesse falar”, de Bruce Fogle, dogs criados numa casa de mulheres se acostumam com a voz e o cheiro femininos. Se forem cachorros machos podem também se tornar proprietários delas e se sentir ameaçados quando farejam o cheiro de homens em suas tutoras.

Em qualquer relação entre homem e cachorro, apenas um humano se tornará o dono ou a dona. Nos ambientes onde há homens e mulheres, a escolha é influenciada por múltiplos fatores. Por exemplo, o peludo pode escolher quem o alimenta e passeia com ele, e essa pessoa pode ser uma mulher. Ou em outra casa, o eleito será aquele com a voz mais grave e severa, em geral, um homem. Cães que escolhem homens com essas características certamente possuem natureza dominante.

Melhorando a relação com o cachorro

Não é saudável que o peludo ataque aqueles que tentem chegar perto do seu dono ou da sua dona. Essas reações, de acordo com Fogle, podem ser minimizadas se a pessoa que é atacada assuma algumas responsabilidades em relação ao bichinho, como alimentar e passear.

Creche para cães em SP oferece estadia a partir de meia hora

Espaço de recreação da Comport Pet no dia da inauguração (Divulgação)
Espaço de recreação da Comport Pet no dia da inauguração (Divulgação)

Precisa ir ao dentista, fazer compras ou mesmo almoçar com as amigas e não quer que seu filho cão fique sozinho em casa, uma opção é deixá-lo por algumas horinhas em uma creche canina. Na Zona Sul de São Paulo, a Comport Pet oferece estadia a partir de 30 minutos.

(Correção: inicialmente o post informava que o período mínimo era partir de 1 hora, mas o certo é a partir de 30 minutos. A correção foi feita às 13h45)

Estive na inauguração, que ocorreu no dia 29 de outubro, e conversei com o Cleber Santos, proprietário do local e especialista em comportamento canino. Ele me disse que em uma pesquisa de mercado, constatou que os tutores muitas vezes têm essa necessidade, deixar seus cães por um curto período de tempo em um local seguro e onde também possam se divertir.

A equipe da Comport Pet com o proprietário Cleber Santos à frente (Divulgação)
A equipe da Comport Pet com o proprietário Cleber Santos à frente (Divulgação)

“Há, por exemplo, cachorros que no dia a dia estão sempre acompanhados e apresentam comportamentos inadequados, como latidos e destruição, quando deixados sozinhos. Claro que o ideal é eliminar essas reações, mas, de qualquer maneira, caso haja a necessidade estamos prontos para atendê-los”, disse Cleber.

Para deixar seus filhos cães por meia hora na Comport Pet, os pais vão pagar R$ 20. Por 1 hora, R$ 30 e assim por diante. A creche ainda disponibiliza pacotes mensais tradicionais, com estadias diárias de uma a cinco vezes por semana. Além de hospedagem nos fins de semana e feriados.

Outra vantagem, segundo Santos, é o horário estendido. O local abre às 7h e fecha às 20h. No dia de rodízio do carro, os tutores podem pegar seu filho cão até as 21h.

“Nossa proposta é atender os clientes em todas as suas necessidades, inclusive facilitando sua rotina nos dias de rodízio”.

Musicoterapia – O espaço oferece atividades recreativas, adestramento e também musicoterapia, uma técnica de relaxamento para animais estressados e que trata até distúrbios físicos. (veja vídeo abaixo publicado na página da Comport Pet)

Para os dogs que ficam o dia inteiro na creche, a musicoterapia é aplicada logo após o almoço para que relaxem e tenham um momento de descanso. “De manhã, temos as atividades recreativas, logo depois o almoço e, em seguida, a sessão de musicoterapia”, explica Cleber.

Serviço
Comport Pet
Endereço: Rua Getúlio Vargas Filho, 41, Jabaquara
Tel: (11) 94751-5659