Receita de bolo para cachorro

Bolo de aniversário do Theo (Crédito: Meu Filho Cão).

No último dia 6 de abril, o Theo completou 8 anos de adotado. Para comemorar essa data tão feliz, preparei um bolo para ele. Foi um super sucesso. Confiram a receita abaixo:

Ingredientes:

  • 1 batata doce
  • 1 lata de patê canino (ração úmida)
  • 10 biscoitos caninos grandes

Modo de fazer:

Descasque a batata doce, corte em rodelas e cozinhe-a com água suficiente para cobrí-la. Logo depois, derrame a água e transfira a batata para um prato. Amasse com um garfo ou espremedor de batata. Deixe esfriar.

Enquanto esfria, quebre e esfarele três biscoitos caninos em outro prato. Eu usei um socador de caipirinha para facilitar. 

Retire o patê da lata e misture a batata já fria com os biscoitos esfarelados. 

Use as mãos para para unir a mistura e fazer o formato do bolo. Transfira para um prato e dê o acabamento final com o restante dos biscoitos caninos no melhor estilo bolo kit kat 😀

Outra receitinha

Aproveitando, vou compartilhar também com vocês uma outra receita de bolo de cachorro que a minha mãe fazia para os meus filhotes quando morávamos em São Paulo.

Os meus filhos se amarraram no bolo canino (Crédito: Meu Filho Cão)

Ingredientes:

  • 400g de abóbora moranga
  • 370g de patê em lata para cachorros (ração úmida)
  • 1 xícara de farinha de trigo integral
  • 2 claras
  • 1 1/2 colher (chá) de fermento químico em pó

Como fazer:

Preaqueça o forno a 350 graus e unte com manteiga uma forma de bolo redonda, média. Ferva a abóbora em um pouco de água, até estar cozida. Deixe esfriar e bata no liquidificador para que se torne uma pasta.

Misture com o patê para cachorro. Adicione a farinha, mexendo bem. Bata as claras em neve, junte com a massa delicadamente e por último acrescente o fermento. Asse por 35 a 40 minutos. Espere esfriar e sirva aos peludinhos :-).

Meu cachorro pode pegar o coronavírus?


Após notícias de que um cachorro foi diagnosticado com o vírus em Hong Kong, muitas pessoas começaram a se perguntar: será que meu cachorro pode pegar a doença? Meu gato pode se contaminar e passar a doença para mim?

Vamos ver o que diz sobre o assunto a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Associação Mundial de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (WSAVA) e outras fontes oficiais, como o Departamento de Agricultura, Pesca e Conservação de Hong Kong, órgão que detectou o vírus no cão.

Meu cachorro pode pegar o Covid-19?

A Associação Mundial de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (WSAVA) explica que hoje existem “evidências limitadas” de que animais de estimação (cães e gatos) possam ser infectados pelo Covid-19. A entidade esclarece que os coronavírus pertencem à família Coronaviridae. Os alfa e beta coronavírus geralmente infectam mamíferos, enquanto os gama e delta coronavírus contaminam pássaros e peixes. O coronavírus canino, que pode causar diarréia leve, e o coronavírus felino, que pode causar peritonite infecciosa felina (PIF), são ambos alfa-coronavírus. Esses coronavírus não estão associados ao atual surto de coronavírus.

Mas houve o caso de um cão em que testou positivo em Hong Kong. Qual é a explicação?

O Departamento de Agricultura, Pesca e Conservação de Hong Kong declarou que o cachorro, um lulu da pomerânia cuja tutora está doente, foi diagnosticado com “baixos níveis de coronavírus”. Apesar do resultado positivo, o cão não apresenta sintomas da doença, mas ficará sob quarentena e passará por novos testes para confirmar se foi infectado pelo vírus por meio de sua dona ou se foi vítima de contaminação ambiental.

Se o cachorro estiver infectado, ele pode passar a doença para os humanos?

A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que não há evidências por enquanto que cães, gatos ou qualquer outro animal de estimação possam transmitir o novo coronavírus para os humanos. O vírus se espalha quando uma pessoa doente tosse, espirra ou fala, por isso é importante lavar as mãos com frequência e permanecer em isolamento enquanto estiver doente.

Estou com o Covid-19, como devo proceder em relação ao meu pet?

Se você está doente, deve agir com seu bichinho de estimação da mesma maneira como vai se comportar com outros humanos, ou seja, evitando contato com ele. Não acaricie, deixe-se lamber ou compartilhe alimentos, essa são as orientação do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, entidade norte-americana referência em doenças contagiosas. Se possível, delegue os cuidados com o animal a outro integrante da família que esteja saudável. Porém, caso seja inevitável o contato, use máscara e lave as mãos antes e depois de interagir com o animal.

Meu cachorro está numa casa com infectados e adoeceu subitamente, o que devo fazer?

Primeiramente, a WSAVA recomenda que o tutor avise à autoridade sanitária competente, como a secretaria de saúde municipal, por exemplo. Eles devem ter o protocolo para o caso dos animais. Ressaltam ainda que, caso a orientação seja encaminhar a uma clínica veterinária, que esta seja antecipadamente comunicada para realizar as providências prévias necessárias para atender o animal.

Existe vacina contra o Covid-19 para animais?

Não. A WSAVA explica: as vacinas disponíveis contra outros tipos de coronavírus canino destinam-se a proteger contra a infecção entérica por coronavírus e não são licenciadas para proteção contra infecções respiratórias. Os veterinários não devem usar essas vacinas diante do surto atual.


Saiba por que a obesidade também é uma forma de maus-tratos

Paçoca ao chegar a Brasília. Seu peso era de 27 kg (Foto: Divulgação)

Quem nos acompanha no Instagram do Meu Filho Cão, sabe que há pouco mais de 20 dias trouxemos o Paçoca de São Paulo para Brasília. O motivo principal foi a necessidade de cirurgia para reparar uma ruptura de ligamento na pata traseira direita, mas isso é assunto para outro post. Hoje vamos falar do segundo motivo: a necessidade de emagrecimento do nosso último resgatado. Pasmem, o Paçoca chegou aqui com 27 kg! Na época do resgate, em abril de 2016, ele tinha 17 kg, que é o peso ideal para um vira-lata do porte dele.

Quando digo que obesidade é maus-tratos não estou exagerando. No caso do Paçoca, por exemplo, o sobrepeso acarreta mais dores e piora a condição de saúde dele. Não dá para fazer uma ligação direta entre a ruptura do ligamento e a obesidade, porém certamente dá para dizer que, caso estivesse em seu peso ideal, ele estaria sofrendo menos.

O Paçoca para quem não sabe vivia com os meus pais. É muito comum ver animais de idosos gordos, pois muitos deles associam carinho a oferecer uma grande quantidade de comida.Frequentemente não só ração ou alimentação natural, mas aquele pedacinho de pizza, aquela lasquinha de pão, uma pontinha de carne. Sabem como é? O resultado não poderia ser mais desastroso, cães obesos podem desenvolver doenças ortopédicas, como a displasia coxofemoral, cardíacas e até diabetes.

Como emagrecer o cão

O processo de emagrecimento de um cachorro deve, se possível, ser acompanhado por um veterinário e levar em conta a saúde do animal. O Paçoca, por exemplo, não pode nesse momento emagrecer radicalmente porque poderia perder massa muscular em vez de gordura, o que pioraria o problema ortopédico.

Eu escrevi um post há algum tempo sobre emagrecer os cães de maneira saudável. O primeiro passo conhecer o IMC Animal, ou seja, saber se o seu peludo realmente está acima do peso ideal. Abaixo uma tabela bem prática para lhe orientar.

Tabela para referência de peso

Como diz a tabela, os cães acima do peso não têm cintura e há dificuldade para apalpar as costelas. Já os que estão obesos ficam com com a espinha dorsal curvada por causa do peso do abdômen. Se o seu filho cão se encaixa em um desses exemplos mãos à obra.

O próximo passo é saber qual seria o peso ideal do cão. Há também tabelas de referência, como essa abaixo do Web Animal, que indicam o peso médio por raça e sexo. Caso ele seja SRD como os meus, associe à raça que é a mais parecida com ele.

RAÇAMACHOS (kg)FÊMEAS (Kg)
Afghan Hound27-3223-30
Airedale Terrier20-2320-23
Basset Hound18-2716-23
Beagle13-1611-13
Bichon Frisè8-97-8
Bloodhound41-5036-45
Borzoi32-3923-32
Border Collie19-2418-32
Boxer30-3225-27
Bulldog Francês12-1310-11
Bulldog Inglês2522-23
Bullmastif50-5941-50
Bull Terrier18-2318-23
Chow-Chow23-3218-32
Cocker Spaniel Inglês12,7-14,512,7-14,5
Cocker Spaniel Americano11-1311-13
Chiuhauha2-32-3
Dachschund (pêlo longo ou liso)9-129-12
Dachschund miniatura4,54,5
Collie (pêlo longo ou liso)20-3018-25
Dálmata2725
Dogue Alemãomín. 54mín.46
Doberman34-4129,5-36
Fila Brasileiromín. 55mín. 50
Fox Paulistinha5-85-8
Fox Terrier (pêlo liso ou duro)7-87-8
Golden Retriever32-3627-31
Husky Siberiano20-2716-23
Irish Wolfhound54,540,9
Greyhound30-3227-30
Kerry Blue Terrier15-1716
Keeshond16-2316-20,5
Labrador2725
Lhasa Apso76-7
Lulu da Pomerânia1,8-22-2,5
Maltês2-42-4
Mastiff57-8957-89
Malamute do Alaska38-5638-56
Old English Sheepdog27-4123-27
Pastor Alemão34-38,527-32
Pastor Belga (Groenendael)24-2522-24
Pequinês55,5
Pinsher Miniatura3-43-4
Pointer23-2523-25
Poodle Standard9-13,59-13,5
Poodle Miniatura5,5-75,5-7
Poodle Toy3,5-5,53,5-5,5
Pug6-86-8
Rodesian Ridgeback34-38,529,5-34
Rottweiler45,5-54,536-41
Saluki20-2716-23
Samoieda20,5-2516-20,5
São Bernardo73-7863,5-73,5
Schnauzer Gigante41-5041-50
Schnauzer Standard16-20,516-20,5
Schanauzer Miniatura7-87-8
Scottish Terrier8,5-10,58,5-10,5
Shetland Sheepdog8-108-10
Shi Tzu4,5-8,14,5-8,1
Springer Spaniel Inglês2323
Setter (Gordon)29,525,5
Setter Inglês20,5-3023-27,5
Setter Irlandês27-3025-27
Skye Terrier11,310,5
Staffordshire Terrier13-1711-15,5
Terra Nova64-6950-54
Tibetan Terrier11-13,511-13,5
Vizsla20-3020-30
Weimaraner25-3020-25
West Highland White Terrier8-97-8
Whippet10-138-11
Yorkshire Terrier33

Programa de restrição de calorias – O livro “Cão de família”, do Alexandre Rossi e da Alida Gerger, tem um programa de restrição de calorias bem interessante, que vou reproduzir aqui. Para seguí-lo, você precisará de uma calculadora, uma balança para pesar seu pet e uma balança de cozinha. O ideal é que seu cachorro perca de 1% a 2% do peso total por semana. Nunca mais do que isso.

  1. Saiba quanto seu pet está pesando. Suba na balança sozinho, depois suba com ele no colo. E, por fim, subtraia o peso dele do seu.
  2. Veja qual é o peso ideal para seu cão com o veterinário ou usando uma tabela de referência.
  3. Calcule a diferença entre o peso que ele está hoje e quanto ele deve pesar para chegar ao peso ideal.
  4. Saiba quanto peso ele deve perder por semana usando a seguinte fórmula: peso atual x 0,02 = perda semanal em kg. Só para vocês saberem, 0,02 corresponde à perda de 2% do peso total por semana.
  5. Veja quantas semanas irá durar o regime usando a fórmula excesso de peso (kg) ÷ perda semanal = número de semanas.
  6. Conheça quanto seu cachorro pode comer por semana usando a tabela abaixo. Nela está descrito quantas calorias seu cão poderia comer se estivesse no peso ideal, dentro de um regime leve, moderado e intenso.
  7. Sempre que o correto é que ele perca até 2% do peso total por semana, ou seja, se ele perder mais do que isso, você terá de aumentar a quantidade de calorias diárias oferecidas. Para saber quantas calorias tem a ração do seu cachorro use a referência do pacote. Em geral, a informação vem assim: 1 kg por 1000 g. Então, multiplique as calorias diárias da tabela acima x 1000 = resultado ÷ calorias do pacote de ração = quantidade de ração por dia em gramas.  Usando uma balança de cozinha, pese quanto você deve oferecer ao seu cão e está pronto o regime. É legal dividir em porções, umas três por dia, por exemplo.

Se você quiser incluir petiscos na dieta não tem problema, basta oferecer até 10% da quantidade calórica em petiscos. Portanto, se seu filho cão pode se aliementar com 350 Kcal diariamente, ele poderá comer até 35 Kcal em petiscos e 315 Kcal em ração.

Durante o regime, é importante pesar o cão semanalmente para acompanhar a perda de peso. Os exercícios devem ser incluídos gradualmente, ou seja, na primeira semana 15 minutos de caminhada, na segunda 20 minutos e assim por diante. O interessante é que os exercícios sejam diários para ajudar o organismo a trabalhar melhor.

E, por fim, cuidado com o chamado efeito rebote. Os humanos que já fizeram dietas sabem o que é ele. Trata-se daquele processo que ocorre quando você para bruscamente um regime e acaba ganhando rapidamente todo o peso que perdeu rapidamente. A restrição deve ser diminuída aos poucos até chegar à quantidade recomendada de calorias para a manutenção do peso ideal.

Entrevista para o Mãe de Cachorro também é Mãe

Orgulhosa mãe de cachorro sim 🙂

Ao criar o blog lá em 2013, minha intenção era compartilhar experiências com outros pais e mães de cachorros. De lá para cá, muita coisa mudou. Hoje, além de mãe de cachorro, tenho também uma mini-humana, e foi sobre essa experiência que falei ao blog Mãe de Cachorro também é Mãe às vésperas do Dia das Mães.

Fiquei muito feliz e honrada com o convite da Ana Corina, idealizadora do Mãe de Cachorro, afinal o blog dela foi inspiração e é referência para mim quando o assunto é criação de cães com amor, responsabilidade e conhecimento.

Na entrevista, falei sobre as dificuldades e alegrias de criar cães e crianças juntos, sobre como nos preparamos para que a chegada da Maria Eduarda não gerasse um impacto negativo na vida dos cachorros e até contei passagens engraçadas na relação entre os três.

Sou suspeita, mas acho que vale a leitura ;-).

Sorteio calendário Celebridade Vira-Lata 2019

Capa do calendário Celebridade Vira-Lata 2019 (Foto: Divulgação)

Olá, vamos tirar a poeira aqui do blog por um motivo super especial: sorteio de um calendário Celebridade Vira-Lata 2019. Para participar é super fácil, basta deixar nome e sobrenome no formulário abaixo, e-mail ou a arroba (@) do Instagram.

Vamos sortear o calendário no domingo (30/12). Então, vocês terão uma semana para se inscrever. Logo depois do sorteio, iremos entrar em contato com o vencedor pelo e-mail ou Instagram (pode deixar um ou outro). A ganhadora ou ganhador terá uma semana para nos responder com seu endereço, ok? Caso não responda, a gente realiza um novo sorteio.

Essa é a quinta vez que sorteamos calendários Celebridade Vira-Lata. Ficamos muito felizes em contribuir para que esse projeto continue beneficiando os animais. Em nove anos de existência, a renda do produto já castrou mais de 10 mil cães e gatos.

Bob, o Vira-Lata Rei (Foto: Divulgação)

A edição 2019 está super especial, traz, por exemplo, a história Bob, cujo codinome é Vira-Lata Rei, porque adora mandar em tudo *rs* ou a do Seu Noronha, um tombinha que foi adotado já idoso e se estima que tenha 18 anos. Ou seja, só tem lindezas <3

Se você quiser comprar o calendário, basta acessar o site Celebridade Vira-Lata. Em algumas cidades como São Paulo, Rio e Brasília também dá para adquirir o produto em lojas físicas, veja a lista nesse link.

Super fácil, né? Então, se você puder ajudar e, de quebra, ainda ter um produto lindo na mesa ou na parede o ano inteiro, compre! Castração é um ato de amor, pois diminui a chance de diversas doenças nos bichinhos e ainda uma ação de cidadania, reduzindo a proliferação indiscriminada de bichos que nunca terão um lar e viverão famintos pelas ruas.

#quemamacastra