A DJ pegou doença do carrapato e eu nem suspeitava

DJ está novamente em tratamento contra a doença do carrapato.
DJ está novamente em tratamento contra a doença do carrapato.

Um em cada dez cachorros tem a doença do carrapato, essa foi a conclusão alarmante de uma pesquisa realizada pelo hospital Pet Care, de São Paulo, com 234 animais. O resultado chama ainda mais a atenção quando ficamos sabendo que nenhum dos donos tinha conhecimento que seu bichinho estava infectado.

Eu não participei da pesquisa, mas poderia ser incluída na estatística. Em abril desse ano, descobri que a DJ havia pegado a doença do carrapato. A desconfiança de que algo não andava bem começou em fevereiro, quando ela começou a apresentar algumas manchas roxas na região da barriga.

Inicialmente, pensei que se tratava de picada de pulga, mas numa ida ao veterinário e a realização de um hemograma descobrimos que ela estava com as plaquetas muito baixas. O mímino de plaquetas que um animal deve ter é de 200/mm³ de sangue, e ela tinha apenas 30/mm³. As manchas roxas eram, na verdade, pequenas hemorragias provocadas, provavelmente, por batidas normais, mas que no caso dela causavam rompimento de vasos.

A primeira veterinária que a atendeu não pediu o exame para detectar o carrapato e indicou o tratamento com um corticóide com o objetivo de aumentar as plaquetas. Uma dose pequena não fez efeito. Mais remédio e aí o corpo reagiu e as plaquetas voltaram ao nível mínimo. Porém, quando retiramos a medicação, as plaquetas voltaram a cair bruscamente. A veterinária pediu, então, que a levássemos a um especialista.

Na segunda fase do tratamento, o primeiro pedido da outra médica foi que fizéssemos o exame de sangue que detecta a doença do carrapato. O resultado foi de que ela estava infectada outra vez. A DJ já havia pegado carrapato quando estava na ruas. Naquela época, tratamos e ela ficou curada.

Cuidado com o inverno – É bastante frustrante saber que apesar de todos os cuidados, regularmente eu aplico o antipulgas Max 3 em todos eles, a DJ novamente pegou essa doença. Infelizmente, apesar desse cuidado, a exposição não só a grandes áreas de matas, mas como a hotéis e petshops potencializa o risco de contaminação pela doença. Além disso, temos que ter muita atenção no inverno, pois é nesse período que os carrapatos se multiplicam com mais facilidade.

 

Então, além do antipulgas, que serve também para repelir carrapatos, é recomendado também fazer um exame de sangue anual para saber se está tudo bem com a saúde do bichinho.

Segundo o hospital Pet Care, os principais sintomas que cães infectados pela Erlichiose (nome científico da doença) apresentam são febre, prostração, perda de apetite e hemorragias. Esses sintomas podem estar acompanhados de deficiência de plaquetas no sangue do animal, baixa de glóbulos brancos do sangue e também de hemáceas. Podem ainda ocorrer urina com sangue, pneumonia, vômito e diarréia. E como os sintomas da Doença do Carrapato variam de animal para animal, ela também pode ser confundida com os da cinomose.

2 comentários

  1. Eu tenho 3 e a minha Lunna tem a doença do carrapato, peguei os 3 na rua, mas só ela veio infectada, moro numa casa grande mas o quintal é todo de piso e não costumo mais passear na rua com eles pra evitar isso, até porque eles tem bastante espaço em casa pra brincar e um deles ainda desfruta da piscina no verão rsrs…ele ama, já os outros dois querem distância! Resolvi também trazer a Veterinária aqui em casa ao invés de leva eles até lá, nem pet shop levo mais a menina tosa eles aqui em casa, de 6 em 6 meses faço exame de sangue em todo mundo!tudo pelo bem dos nossos peludos!
    Se vc quiser pode da bastante verdura, só q tem q ser as verdes escuras, como couve, espinafre, Bertalha e brócolos, contém ferro e é bom para as plaquetas!
    Eu cozinho com cenoura e peito de frango sem nenhum sal e dou no almoço e na janta, eles amam e faz muito bem e a ração deixo livre( Royal canin, premier e Golden são as melhores! Fica a dica! Muita saúde para o seu peludo, eles merecem! Lembrando q a doença do carrapato não tem cura mas tratando da tudo certo! Abraços!

    1. Muito obrigada pelas dicas, Valéria. Elas foram muito valiosas. Agradeço também por torcer pela melhora da DJ 🙂
      Beijo grande pra vc e seus peludinhos.

Deixe seu comentário!